Quartararo: Ninguém sabe dizer quando Rossi se aposentará.

Piloto francês está protagonizando um notável ano de estreia na MotoGP e bate às portas da equipe oficial da Yamaha para 2021.

Por Harlis 21/08/2019 - 18:49 hs
Foto: Imagens extraídas da internet
Quartararo: Ninguém sabe dizer quando Rossi se aposentará.
Montagem hbsportnews

Fabio Quartararo tem sido especulado no lugar de Valentino Rossi na equipe principal da Yamaha em caso de uma aposentadoria do italiano. Com a maioria das vagas nas equipes oficiais preenchidas para a próxima temporada da MotoGP, 2021 parece apresentar chances mais claras para a promoção do prodígio francês.

Após completar 40 anos, Valentino Rossi se tornou um dos protagonistas dessa ‘dança das cadeiras’ da categoria. o italiano tem feito mistério sobre seu futuro, sem revelar se renovará com a Yamaha ou quando se aposentará.

A própria marca japonesa afirmou que o futuro da empresa não será com o heptacampeão, por mais que neste momento ele seja o mais bem colocado no campeonato entre aqueles que guiam pela equipe de Iwata.


A Yamaha está perto de completar a quarta temporada sem títulos e terá que tomar decisões sobre os próximos anos, após ter conquistado apenas duas vitórias nas últimas 42 provas.

Quartararo, apelidado de “O Diabo”, piloto destaque da equipe satélite da marca, não quer se pronunciar sobre uma possível aposentadoria de Rossi, mesmo sabendo que isso pode significar a tão esperada vaga na Yamaha.

“Não me meto nesses assuntos, mas acredito que ninguém sabe dizer quando Valentino se aposentará”, afirmou Quartararo. “É uma pessoa especial e uma lenda para este esporte”

Apesar do bom ano de estreia, o Diabo não se deixa levar pelos burburinhos e afirma que sua meta é terminar o ano como melhor novato, algo que está bem encaminhado no momento, dada sua vantagem de 53 pontos dobre Joan Mir.

“Minhas expectativas são as mesmas. Estar entre os oito primeiros e tratar de ser o melhor estreante do ano. Esse é o objetivo, mas se pudermos lutar pelas primeiras posições, faremos isso. Estou vivendo um sonho neste momento, e estou desfrutando disso. Não tenho pressão, estou apenas aproveitando minha moto”.

O francês se mostra satisfeito em pilotar pela Petronas Yamaha, mas deixa claro o que deseja para o futuro.

“A Yamaha nos dá uma moto realmente boa e fazemos o máximo que podemos com ela, por isso estamos contentes. Se tivesse em outra moto, tenho certeza de que seria positivo. Não direi que não”.

O grid da MotoGP para 2020

Com as confirmações de Jorge Lorenzo e Jack Miller, o grid para o próximo ano começa a se fechar. Veja quem já acertou para a temporada 2020: