Após título do US Open, Nadal se aproxima e acirra briga pelo número 1 com Djokovic

Diferença do espanhol para o sérvio é de 640 pontos, mas atual líder do ranking defende título em Xangai e vice em Paris e no ATP Finals.

Por Harlis 09/09/2019 - 13:29 hs
Foto: Imagens extraídas da internet
Após título do US Open, Nadal se aproxima e acirra briga pelo número 1 com Djokovic
Montagem hbsportnews

Rafael Nadal conquistou o título do US Open neste último domingo e acirrou duas disputas importantes contra os maiores rivais de sua carreira. Com 19 Grand Slams, ele está a apenas um do recorde de Roger Federer, mas só poderá ameaçar o suíço de 38 anos em 2020. Porém, ele se aproximou de Novak Djokovic na corrida pelo posto de número 1 no ranking mundial e deve acirrar a disputa até o fim da temporada.

 


Como Novak Djokovic tinha sido campeão do US Open em 2018, o sérvio teve pontos descontados e viu Rafael Nadal subir, ficando com uma diferença de 640. Com mais dois torneios de nível Masters 1000 pela frente (Xangai e Paris), além do ATP Finals, o atual líder do ranking precisará defender seus resultados da última temporada, num total de 2.600 pontos, para não perder a posição.

Derrotado nas oitavas do US Open, Djokovic tem pontos importantes a defender até o fim do ano — Foto: Clive Brunskill / Getty Images

Por outro lado, Nadal não defende pontos até o fim da temporada, uma vez que sofreu uma lesão no US Open em 2018 e ficou sem jogar até janeiro. O espanhol, porém, vai se casar dentro dos próximos meses e, com isso, deve se ausentar de algumas competições, o que pode complicar sua briga pelo número 1 do mundo - ao menos que Djokovic tenha um mau rendimento nas competições que defende resultados.

Medvedev sobe; João Menezes estreia no top 200

A campanha do verão americano também alçou Daniil Medvedev ao posto de número 4 do mundo, atrás apenas de Novak Djokovic, Rafael Nadal e Roger Federer. O russo foi campeão do Masters 1000 de Cincinnati e ainda ficou com o vice em Washington, Montreal e US Open, subindo um total de seis posições no ranking mundial.

Daniil Medvedev, da Rússia, rebate bola de Rafael Nadal a final do US Open — Foto: Elsa/Getty Images

Entre os brasileiros, Thiago Monteiro caiu uma posição, apesar de ter somado pontos, e atualmente é o 101º. João Menezes, campeão do Pan-Americano neste ano, ganhou 17 colocações na semana e atualmente é o 194º do mundo, entrando no top 200 pela primeira vez na sua carreira.